Entrevista


Mandriva: a volta por cima e seu futuro promissor

Esta entrevista foi visualizada 40228 vezes.

Publicado em 15/03/2013 às 11:41

Versão para impressão Enviar por email



Por Flávia Jobstraibizer, editora da Linux Magazine


Em entrevista exclusiva para a Linux Magazine, Marcos Polidoro, Gerente da Mandriva Brasil, nos conta quais foram os problemas enfrentados pela empresa – e dos quais diversos boatos surgiram – e como a companhia conseguiu dar a volta por cima, lançando e mantendo produtos inovadores no mercado.


Linux Magazine » Como a Mandriva se posiciona no mercado atual, frente aos seus concorrentes diretos como Suse, Red Hat etc.?


Marcos Polidoro » A Mandriva é uma empresa especializada no fornecimento de produtos, soluções, serviços e treinamentos em Linux. Assim como estas empresas, a Mandriva possui uma versão gratuita de seu sistema operacional, desenvolvida em colaboração com a comunidade, chamada OpenMandriva. Também possuímos uma versão Enterprise do sistema para atender às necessidades das empresas e governo. Sendo a única empresa europeia focada em uma distribuição Linux específica para servidores, temos como objetivo nos diferenciar pelos esforços que colocamos em nossos produtos com a finalidade de garantir a integridade e confidencialidade dos dados de nossos clientes. O nosso lema é “Proclame sua independência digital”, e é exatamente isso o que queremos para os nossos clientes. Independência, livre de qualquer influência externa.


LM » Sobre os boatos acerca do fechamento da Mandriva, o que é mito e o que é verdade?


MP » Passamos por um momento de turbulência devido algumas divergências entre os investidores. Felizmente essa situação foi resolvida em março de 2012 e, desde então, estamos trabalhando fortemente no desenvolvimento de produtos inovadores.


LM » Os problemas enfrentados pela Mandriva a fizeram levantar-se/ressurgir mais forte? Conte-nos mais a respeito.


MP » A Mandriva teve problemas no passado por concentrar seus esforços na distribuição voltada para desktop, o que não é – sob o nosso ponto de vista – essencial atualmente. Decidimos no ano passado focar somente em produtos corporativos, no sentido de oferecer a melhor e mais amigável versão para servidores, bem como aplicativos para seu pleno gerenciamento.


LM » Quais são as metas a serem seguidas para o ano de 2013 e os planos para o futuro?


MP » A principal e mais importante meta que temos atualmente é manter a qualidade de nossos produtos e serviços para os atuais clientes e, através de nossos novos produtos para servidor, trazer a facilidade de uso da distribuição para o mercado, permitindo que as empresas gastem menos tempo e recursos de TI. Temos também, a intenção de desenvolver parcerias com integradores e fornecedores de hardware. Estamos atentos às tendências de mercado e desenvolvendo soluções específicas para essas tendências. O produto CloudPulse (produto voltado para o inventário e monitoramento de parques computacionais baseados em nuvem), lançado em setembro de 2012, nos proporcionou uma excelente experiência, monstrando uma perfeita adequação para as empresas que estamos buscando.


LM » Qual é o principal foco da Mandriva neste momento?


MP » Estamos focados no mercado corporativo, em parcerias de OEM (Original Equipment Manufacturer, ou seja, distribuições embarcadas nativamente em conjunto com o hardware) e fornecedores de hardware. Além disso, estamos investindo muito em pesquisa e desenvolvimento, o que em breve, nos proporcionará novos produtos.


LM » Quais são os principais novos produtos que a Mandriva possui ou está pretendendo inserir no mercado a curto prazo?


MP » Estamos com uma variedade de produtos muito interessantes, que resumidamente possuem as seguintes características:


Mandriva Class – é uma solução completa para administração e controle de salas de aula, permitindo integração entre o professor e seus alunos. O professor tem total controle das atividades em sala de aula, definindo e controlando as atividades e computadores de seus alunos. O produto compatível com Linux, Windows, Mac OS X e em breve Android.


Mandriva Pulse2 – é uma solução de inventário de hardware e software incluindo sistema integrado de help-desk, backup e restauração de sistemas. Este produto compatível com Linux, Windows, Mac OS X e Android.


Mandriva CloudPulse – é uma solução com todas as características do Pulse2 mas hospedada e gerenciada através da nuvem de forma segura.


Mandriva Business Server (MBS) – é uma solução corporativa da Mandriva para servidores de pequenas, médias e grandes empresas, onde toda a configuração do servidor é realizada através de uma interface ágil e simples, com a utilização do navegador preferido pelo administrador.


Mandriva OEM – é uma versão do Mandriva Linux totalmente personalizada para ser embarcada em desktops, notebooks, netbooks e All-in-Ones de acordo com as necessidades e pré-requisitos do cliente.


Mandriva Thin Client – é um mini sistema Mandriva Linux personalizado e otimizado para funcionamento em thin clients e equipamentos de pequeno porte em geral.


Mandriva ARM – é um porte da distribuição Mandriva Linux para a plataforma ARM, atualmente em fase de testes em alguns modelos de leitores de ebook.


Mandriva Training – é uma linha completa e atualizada de treinamentos profissionais e certificações em Linux.


LM » A Mandriva Conectiva Brasil participa da Fundação Mandriva criada recentemente na França? Como é esta participação e no que ela consiste?


MP » A responsabilidade da distribuição para desktops foi transferida para a comunidade OpenMandriva e tornou-se um projeto independente. Mas é importante frisar que a Mandriva SA apoia fortemente este projeto, patrocinando servidores e participando com desenvolvedores e gerentes de desenvolvimento no Brasil e na França.


LM » Com quais verticais de mercado a Mandriva pretende alinhar-se?


MP » Nosso principal objetivo são SMEs (Small and Medium Enterprises ou pequenas e médias empresas). Acreditamos que este mercado específico não é suficientemente direcionado para grandes players e essas empresas podem obter grandes benefícios ao mudar para software livre e de código aberto. Porém, temos estudos de casos concretos para atender governos e grandes corporações. Possivelmente lançaremos uma oferta direcionada a este mercado ainda este ano.


LM » Como está o cenário da participação societária da Mandriva e como está a Mandriva Brasil nesse sentido?  


MP » Sendo a Mandriva uma sociedade anônima, possui uma estrutura de acionistas que evolui a cada dia. Atualmente, está basicamente composta por:


» Uma empresa de investimento com sede em Chipre (Turquia)


» Uma empresa Suíça


» Mandriva SA – Gestão


LM » Qual é a atual presença de mercado da empresa? Ela possui filiais no Brasil? No mundo? Quais são e onde estão localizadas?


MP » A Mandriva está sediada em Paris, na França e possui sua subsidiária brasileira em Curitiba, no Paraná. Temos ainda representantes na Rússia, Austrália, Alemanha, Coréia do Sul, Egito, África e Oriente Médio.


LM » Quais foram os projetos mais significativos no qual a Mandriva esteve envolvida em 2012 e qual o significado destes para a empresa?


MP » O PROUCAPrograma um computador por Aluno do Governo Federal, sem dúvidas foi um dos mais significativos e desafiadores dos últimos anos. Desenvolvemos uma versão totalmente adaptada para educação em parceria com a Intel e a Positivo Informática e que é dos maiores projetos tecnológicos voltados para a educação do Brasil. Foi realmente um grande desafio e ao mesmo tempo muito gratificante, pois sabíamos que a maioria das crianças teriam a sua primeira experiência com computadores usando o nosso sistema Linux. Outros projetos interessantes não podem ser citados por estarem sob NDA (acordo de confidencialidade).


LM » Quais são os principais parceiros da Mandriva neste momento?


MP » Temos grandes parceiros nos segmentos de comércio, educação, hardware e indústria. A lista completa dos principais parceiros pode ser vista em nosso site [1].


LM » A Mandriva provê suporte a nível empresarial ou doméstico para seus produtos? Como empresas e usuários podem beneficiar-se disso?


MP » Fornecemos uma ampla gama de suporte empresarial para os nossos produtos. Isso inclui recursos básicos como acesso a nossa base de conhecimento (FAQ), suporte técnico por e-mail, telefone, acesso remoto e on-site com tempos de resposta garantidos. Como a linha de produto Desktop foi transferida para a Comunidade, não oferecemos atualmente suporte aos usuários domésticos.


LM » Outros itens que deseja acrescentar?


MP » Acredito que resumidamente conseguimos esclarecer a situação atual da Mandriva e de nossos planos para o futuro. Queremos aproveitar para agradecer a oportunidade da entrevista e esperamos demonstrar alguns de nossos novos produtos nas próximas edições.




Mais informações


[1] Mandriva: http://www.mandriva.com.br


Comentários

lançamento!

LM 119 | Backup e Restauração




Impressa esgotada
Comprar Digital  R$ 10,90 Digital

  1. Soluti Certificação Digital em busca de especialista Linux

    Publicado em 19/04/2017 às 17:18 | 540112 leituras

  1. Seminário sobre gestão de privilégios do Linux dá direito a certificado CPE

    Publicado em 23/05/2017 às 10:35 | 457141 leituras

  1. Baixe o curso de shell script do Julio Cezar Neves

    Publicado em 07/04/2008 às 19:41 | 443508 leituras

  1. 4Linux abre vagas para Líder Técnico em São Paulo e Brasília

    Publicado em 25/07/2017 às 14:12 | 297734 leituras

  1. Novo evento "Universidade Livre" será realizado em Belém/PA em 06/05/2017

    Publicado em 28/04/2017 às 11:19 | 266730 leituras

  1. FSF anuncia vencedores do Free Software Award

    Publicado em 23/03/2011 às 10:55 | 9709 leituras

  1. Mudança radical na Microsoft favorece Código Aberto

    Publicado em 21/02/2008 às 17:04 | 9469 leituras

  1. Estados Unidos sofisticam biometria para combater terrorismo

    Publicado em 27/09/2010 às 13:42 | 7741 leituras

  1. Novas ferramentas de desenvolvimento web EGL

    Publicado em 16/01/2012 às 14:01 | 12775 leituras

  1. Webconferência livre com o Dimdim

    Publicado em 23/04/2008 às 10:49 | 12602 leituras

whitepapers

mais whitepapers