Entrevista


Gerenciamento e não-gerenciamento

Esta entrevista foi visualizada 24397 vezes.

Publicado em 11/01/2013 às 10:43

Versão para impressão Enviar por email



Por Flávia Jobstraibizer, editora da Linux Magazine


Linux Magazine » Como funcionam os planos tradicionais de hospedagem em ambientes compartilhados?
Dov Bigio » Geralmente, os provedores de hospedagem em ambiente compartilhado oferecem planos focados nas tecnologias ASP/.NET e PHP e trabalham com planos fechados que não permitem muita customização nas configurações do servidor web, seja ele o IIS ou o Apache. Caso algum aplicativo necessite da instalação de um componente específico no servidor, existem provedores que não permitem e outros que permitem, desde que o componente seja homologado em sua infraestrutura sem afetar o desempenho ou disponibilidade do servidor que, afinal, é compartilhado entre diversos outros clientes. Da mesma forma, caso o aplicativo necessite de mais recursos dos servidores, como memória, CPU, espaço em disco ou transferência de dados, os planos compartilhados deixam de fazer sentido e não atendem bem a esta demanda de crescimento caso seu site comece a ter muitos acessos.


LM » E como funciona este sistema compartilhado no caso de aplicativos em Java?
DB » A situação é bem pior para aplicativos em Java. Devido às características dos servidores web ou de aplicativos, montar um ambiente compartilhado para estas plataformas é uma tarefa bem mais difícil e cara para os provedores. São raros os provedores de hospedagem compartilhada que suportam essas linguagens e, quando suportam, acabam tendo que impor restrições que não atendem boa parte dos projetos.


LM » Qual seria a opção para obter maior autonomia?
DB » A opção para os desenvolvedores de aplicativos PHP e .NET com demandas específicas e/ou alto volume de acesso, bem como para desenvolvedores Java e Ruby, acaba sendo contratar um servidor cloud ou um servidor dedicado, para ter total autonomia no gerenciamento dos recursos e configurações da sua máquina.


LM » Esta solução resolveria o problema enfrentado pelos desenvolvedores?
DB » Esta solução garante total liberdade para qualquer desenvolvedor, mas por outro lado, pode trazer um grande overhead para o projeto, já que, além de cuidar do desenvolvimento do aplicativo em si, o profissional passa a ter que se preocupar com a administração do servidor, consumo de recursos, tuning do servidor de aplicativos e do banco de dados, monitoramento do consumo de recursos da máquina etc. Ou seja, além do conhecimento em desenvolvimento de software, o desenvolvedor passa a ter que conhecer a administração de sistemas e infraestrutura. Obviamente, nem todo projeto tem tempo, recursos e conhecimento na equipe para assumir esta responsabilidade.


LM » E qual seria a melhor solução?
DB » O projeto requer os benefícios da escalonabilidade do cloud computing ou da infraestrutura robusta do servidor dedicado, mas para ter esses benefícios, o overhead gerado em seus projetos torna-se muito grande. A solução que encontramos para este “dilema” na Locaweb foi o desenvolvimento do produto que chamamos de Servidores Gerenciados. Os Servidores Gerenciados são servidores cloud (virtuais) ou dedicados (físicos), em que o desenvolvedor não precisa administrar a máquina, ou seja, não existe a preocupação com atualizações de sistema operacional, segurança, servidor web ou de aplicativos, configurações do banco de dados e do servidor, rotinas de backup e restauração de dados em caso de panes. O cliente cuida apenas do código de seus aplicativos, que pode ser enviado para o servidor através da publicação por FTP/SFTP de seu WAR, no caso de Java e, através da publicação a partir do Git ou usando o Capistrano, no caso de Ruby. As configurações no servidor não são feitas através de alterações nos arquivos, mas sim por meio de um painel de controle amigável, que possibilita alterar os principais parâmetros, caso seja realmente necessário para o aplicativo.


LM » E para servidores exclusivamente virtuais?
DB » Caso o servidor gerenciado seja cloud, o profissional terá todos os benefícios da computação em nuvem, como escalonabilidade horizontal e/ou vertical. Caso seja dedicado, ele terá a vantagem de um desempenho sofisticado, com a exclusividade do hardware. Para ambos, temos a possibilidade de executar ambientes Windows (com ASP, .NET ou PHP) ou Linux (com PHP, Java ou Ruby). O Ruby está preparado para executar aplicativos construídos nos frameworks Rails, Sinatra e Rack, enquanto o Java executa aplicativos no servidor Tomcat 6. Além disso, os Servidores Gerenciados da Locaweb, também contam com a parceria da New Relic, empresa norte-americana de desenvolvimento que oferece a ferramenta New Relic Standard gratuitamente, para auxiliar no monitoramento de aplicativos web em Ruby, PHP ou Java.


LM » Sendo assim, os benefícios são inúmeros.
DB » Exato. Acredito que todos podem se beneficiar com as vantagens tanto da computação em nuvem quanto dos servidores dedicados, mas isso não deve implicar em ônus para o cliente, como ter que se responsabilizar pela administração do sistema operacional. E como administrar sistemas operacionais é uma arte para poucos, se seu aplicativo realmente não tem necessidades específicas, nada mais justo do que terceirizar esta demanda utilizando-se de um provedor adequado.


Comentários

lançamento!

LM 119 | Backup e Restauração




Impressa esgotada
Comprar Digital  R$ 10,90 Digital

  1. Baixe o curso de shell script do Julio Cezar Neves

    Publicado em 07/04/2008 às 19:41 | 411160 leituras

  1. Resultado do concurso "Por que eu mereço ganhar um netbook?"

    Publicado em 30/09/2009 às 3:00 | 179175 leituras

  1. Software público brasileiro na Linux Magazine Especial

    Publicado em 29/07/2011 às 15:07 | 158552 leituras

  1. Lançado o phpBB 3

    Publicado em 13/12/2007 às 18:42 | 157630 leituras

  1. TeamViewer disponível para Linux

    Publicado em 26/04/2010 às 1:27 | 125833 leituras

  1. Linux University agora é Ubuntu Training Partner

    Publicado em 01/12/2010 às 18:41 | 10232 leituras

  1. Kaspersky Lab acredita que o Stuxnet dará início a Era da Guerra Cibernética

    Publicado em 07/10/2010 às 16:21 | 7887 leituras

  1. Cofundador do Google Maps assume cargo no Facebook

    Publicado em 04/11/2010 às 13:36 | 8454 leituras

  1. Intel Software Day reunirá inovações da indústria brasileira de software

    Publicado em 26/09/2013 às 13:37 | 7770 leituras

  1. Jogos como um incentivo à realidade no Digital Age 2.0

    Publicado em 27/09/2011 às 10:59 | 8847 leituras

whitepapers

mais whitepapers