Blog do Maddog


Reflexões de um Cachorro Louco

Ambientes de nuvem privada virtual

Publicado em 06/10/2017 às 13:23 | 45060 leituras


Versão para impressão Enviar por email

    

SubutaiEu sempre senti que o melhor tipo de negócio é aquele que resulta em uma situação do tipo “ganha-ganha-ganha”: a comunidade de fornecedores de projetos e produtos deveria ganhar, os fornecedores de projetos e produtos deveriam ganhar e, acima de tudo, o cliente (que é o usuário final) deveria ganhar.

Muitas soluções em nuvem são de propriedade de uma grande empresa que constrói uma torre de servidores e vende serviços de hardware, software ou “plataforma” aos clientes. Às vezes, essas vendas são a dinheiro, às vezes elas são remuneradas através do uso das informações do usuário para marketing e às vezes através de uma combinação de ambos, mas é o usuário final que precisa aceitar ou abrir mão de algo para acessar os recursos computacionais de que ele necessita. Quase sempre o usuário final não tem controle sobre onde seus dados são armazenados, onde seus programas são executados ou quais programas eles estão executando. Por falta de controle, o usuário final às vezes recebe no final do mês o que podemos chamar de “cobrança surpresa”.

Sem a propriedade dos recursos, associada à falta de controle, seus dados podem cair sob a jurisdição das leis de um país diferente do seu. Embora as leis do seu país possam protegê-lo, as leis de outro país podem expor seus dados para uso indevido, sem que você tenha qualquer possibilidade de alterar essas leis.

Recentemente, aceitei a oferta para me tornar diretor executivo da OptDyn, uma empresa que oferece esse tipo de produto ganha-ganha-ganha através de uma solução de nuvem de código aberto, ponto a ponto (P2P), segura e estável chamada Subutai [2], além de outras ofertas “abertas”.

O Subutai cria ambientes de nuvem privada virtual (VPC) para usuários finais, que consomem recursos de “pares Subutai” autorizados a conceder recursos para seus aplicativos. Esses pares se autenticam mutuamente para criar uma rede privada virtual (VPN). Uma vez que a VPN está protegida, os pares contribuem com recursos como contêineres de máquinas Linux dentro da VPN usando um modelo de nuvem de contêineres como serviço (CaaS). O usuário final pode instalar qualquer tipo de serviço, aplicativo ou software de infraestrutura que desejar nas máquinas em execução nessa nuvem.

Os proprietários dessas nuvens negociam uma “cortesia” dos seus pares na nuvem para usar os recursos computacionais desses pares a uma taxa por hora. Em um futuro próximo, um registro baseado em tecnologia blockchain será usado para rastrear essa “quantidade de cortesia” e a reputação dos pares, simultaneamente ativando contratos inteligentes de modo a implementar acordos de nível de serviço (SLAs) entre os proprietários dos recursos dos pares e os proprietários das nuvens.

Fiel aos valores da comunidade, o Subutai recompensa com “cortesia” as boas ações e os hábitos que melhorarem o sistema para todos. Usuários que convidem outros, criando novos pares, mantendo alto o tempo de operação dos sistemas dos pares, emitindo relatórios de erros, ou mesmo fazendo atualizações, recebem cortesia como recompensa. É possível ganhar ainda mais cortesia doando recursos dos pares para projetos de código aberto. Esses projetos podem se beneficiar do suporte à infraestrutura e da disponibilidade dos recursos para a realização de testes. Em contrapartida, os projetos de código aberto podem fornecer “modelos” ao Subutai para que seus produtos sejam instalados e executados em sua nuvem privada simplesmente pressionando um botão. Todos ganham!

Na minha carreira, tenho visto desperdício de recursos em muitos ambientes, como hospitais com PCs ligados o tempo todo, mas ociosos em 99% do tempo (ou mais), e universidades com laboratórios repletos de PCs ligados a uma rede local, incapaz de reconfigurá-los facilmente em um cluster de alto desempenho, enquanto outras partes da organização sofrem com a falta de recursos. O Subutai foi projetado para resolver esses problemas.

O Subutai pode incorporar a Internet das coisas (IoT). Muitos dos modelos de IoT adaptam um aplicativo à nuvem e as “coisas” apenas conversam com esse aplicativo. Entretanto, muitas das “coisas” da IoT podem ser apresentadas como recurso, de modo que esses “recursos” podem ser oferecidos, trocados ou adquiridos pelas entidades que assim o desejarem. Um “laboratório virtual” poderia ser criado usando CaaS.

Eu sei que “os aplicativos são tudo”. O Subutai utiliza as APIs do Google App Engine. Todos os aplicativos que funcionam nessa plataforma são compatíveis e podem ser executados dentro do Subutai. Por outro lado, outros aplicativos que forem empacotados em contêineres e usam um modelo para configurar recursos também podem funcionar com um pouco de trabalho de desenvolvimento de aplicativos.

Os leitores que disserem: “Isso soa muita bem. Esse é o nível de integração, segurança e funcionalidade básica que eu gostaria de ter algum dia”, não precisam esperar. Subutai, um projeto originalmente financiado por uma agência governamental para ser mais eficiente no compartilhamento de recursos, foi lançado como sistema de código aberto e está agora na versão 5.x, pronto para uso.

O desenvolvimento do Subutai é liderado por Alex Karasulu, fundador e diretor de tecnologia da OptDyn. Alex fundou vários projetos na Apache Software Foundation. Ele descreve a equipe de engenharia do Subutai, acompanhado do Diretor de Marketing e Mídia, Sally Khudairi, como “realmente, insanamente bom”, e eu concordo com o Alex.

O OptDyn quer aumentar a rede Subutai, garantindo mais acesso aos recursos em todo o mundo e convidamos você a baixar o código e fazer parte da comunidade.

Ganha-ganha-ganha.

Comentários

Outros Posts

Reconhecimento do pinguim

Publicado em 28/01/2010 às 12:21 – Comentar primeiro

No começo do mês, um brasileiro amigo meu, Cesar Brod, mandou-me umas fotos dos fogos de artifício da passagem de ano com imagens do nosso pinguim favorito. Elas vieram bem a calhar, pois, há exatamente um ano, escrevi um post sobre o Tux e o “Dia do reconhecimento do pinguim”, Penguin awareness day (20 de janeiro) e sobre o “Dia mundial do pinguim” (25 de abril). Então, hoje, lembrarei a todos destas duas magníficas oportunidades de ajudar na comemoração de existência do Linux, publicando esta foto do Cesar.
Leia mais...

Fim do ano, da década e de uma era

Publicado em 27/01/2010 às 8:11 – Comentar primeiro

Em 1999, eu trabalhava no grupo de Unix da Digital Equipment Corporation como gerente de marketing técnico, ganhando um salário anual "de seis dígitos". Eu encontrara Linus Torvalds em maio de 1994 e havia reconhecido o Linux e o Software Livre como algo cuja hora tinha chegado. Apesar da maioria do mundo em 1994 pensar que Software Livre era apenas para usuários técnicos, educadores e hobbystas, eu achava que o Software Livre possuía valor comercial e ajudei a iniciar e promover a aceitação do Software Livre, em particular o Linux, no mercado comercial.
Leia mais...

Tempo médio de reparo

Publicado em 08/01/2010 às 18:03 – Comentar primeiro

Li outro dia um artigo na Web que dizia que "Firefox e Adobe lideram na lista de softwares com mais bugs", e também que o Firefox havia tido o maior número de "vulnerabilidades" de todos os "programas aplicativos". O artigo admitiu que os números 2 e 3 da lista de "programas aplicativos" (Adobe e Microsoft) eram de código fechado e que os programas de código aberto tendem a expor todas as suas falhas, não apenas aquelas apontadas pelos consumidores.
Leia mais...

Sapos

Publicado em 09/12/2009 às 13:37 – Comentar primeiro

Estou agora no 8º Simpósio Internacional de Tecnologia da Informação e Telecomunicação (ITS), promovido pela Universidade Federal de Santa Catarina (de 9 a 11 de dezembro) e acabo de terminar de ouvir uma palestra muito interessante do Professor Antonio Alfredo Ferreiro Loureiro (Universidade Federal de Minas Gerais) a respeito de “sapos”.
Leia mais...

A localização do maddog

Publicado em 30/11/2009 às 18:04 – Comentar primeiro

Mais um post curto para listar as conferências e eventos aos quais comparecerei nas próximas semanas.
Leia mais...

Aniversário da certificação LPI e lembranças da ciência espacial

Publicado em 28/11/2009 às 11:29 – Comentar primeiro

Há sete anos, no início de dezembro, eu ajudei a aplicar o primeiro exame do Linux Professional Institute (LPI) no Brasil, realizado pela 4Linux em São Paulo. No mesmo evento, entreguei uma "Placa de carro do Linux" feita pela Compaq (ex-Digital) Computer Corporation e um relógio feito a partir de um CD-ROM assinado por Linus Torvalds.
Leia mais...

Projeto Cauã: Reduzir desperdício, avançar a computação

Publicado em 23/11/2009 às 12:13 – Comentar primeiro

Há cinco anos, comecei a voltar minhas discussões sobre Software Livre à pergunta de “Como ganhar dinheiro com Software Livre?”. Quatro anos atrás, questões em torno de usabilidade e softwares de código fechado no mundo moderno atual começaram a se infiltrar nas minhas palestras, levando à pergunta de quanto tempo é desperdiçado em escala mundial pelos softwares que não fazem o que queremos e precisamos que façam. Há três anos, comecei a abordar as questões de uso de energia e quanto o próximo bilhão de computadores vai utilizar se não tomarmos cuidado. Dois anos atrás, comecei a abordar as questões de pirataria de software e como ela afeta os usuários finais mais do que aos “provedores de software”. Ano passado, as questões de inclusão digital também entraram no cenário.
Leia mais...

Blog do maddog: Três em um

Publicado em 03/11/2009 às 14:07 – Comentar primeiro

Acabei de voltar de uma viagem para três conferências, a Futurecom em São Paulo, o “I FÓRUM DE SOFTWARE LIVRE DE DUQUE DE CAXIAS” na cidade de Duque de Caxias, RJ, e o Latinoware em Foz do Iguaçu, Brasil. Cada conferência foi interessante à sua própria maneira.
Leia mais...

Blog do maddog: aconteceram algumas coisas boas na vida...

Publicado em 29/10/2009 às 16:50 – Comentar primeiro

Recentemente aconteceram duas coisas muito legais comigo. Eu precisava de um favor, e um amigo meu me ajudou. Eu conhecia essa pessoa há uns dez anos e, apesar de ela sempre ter sido legal comigo, essa última “ajuda” chegou quando eu mais precisava.
Leia mais...

Blog do maddog: Nunca ganhei um Nobel da Paz

Publicado em 14/10/2009 às 11:52 – Comentar primeiro

Quando acordei no dia 9 de outubro, fiquei sabendo que o Presidente Obama havia recebido o Nobel da Paz. Ao ler o discurso de aceitação do presidente, pensei no Software Livre e no Código Aberto e adaptei partes deste discurso ao meu assunto preferido.
Leia mais...

Essa é campeã

Publicado em 09/10/2009 às 12:45 – Comentar primeiro

Eu já tinha ouvido falar disso, mas só acreditei vendo: a Microsoft está incentivando as pessoas a fazer “festas de Tupperware(R)” em casa para o lançamento de novas versões de seus produtos. É verdade... A velha história de reunir amigos para exaltar as vantagens de mudar para o Vista... hum... Windows 7.
Leia mais...

O que aprendemos?

Publicado em 21/09/2009 às 19:25 – Comentar primeiro

A Ohio Linux Fest será de 25 a 27 de setembro, e um dos principais temas é o 40º “aniversário” do Unix. Dois dos principais palestrantes abordarão esse tópico, o Dr. Peter Salus e o Dr. M. Douglas McIlroy. Por que os 40 anos do Unix são importantes? Durante uma conversa certa noite, um dos interlocutores disse que não achava que o tópico dos 40 anos do Unix era relevante para alguém. Quero registrar minha discordância respeitosa.
Leia mais...

Vencedores do Desafio Multimídia maddog colombiano

Publicado em 21/08/2009 às 12:12 – Comentar primeiro

Bem, eu demorei um pouco, mas postei dois vídeos do Desafio Multimídia maddog colombiano que promovi na Campus Party em Bogotá.

Pablo Camacho foi o vencedor, e eu acho que o seu vídeo é muito bom, pela criatividade e técnica, levando em conta o fato de que ele tinha apenas três dias para fazer a coisa toda e que estava utilizando ferramentas com as quais não estava completamente familiarizado.


Leia mais...

Novos vídeos no YouTube

Publicado em 19/08/2009 às 15:24 – Comentar primeiro

Tenho mais alguns novos vídeos no YouTube.

O primeiro, como prometido, é o vídeo do Presidente do Brasil, Lula, no FISL 10. Sentado na primeira fila, pude gravar com a minha câmera a maior parte da sua apresentação. Com cerca de 15 minutos de gravação já não havia mais espaço na câmera, então tive que colocar uma nova mídia, por isso, perdi cerca de 30 segundos. Há poucos vídeos do discurso do Presidente Lula na web, e em sua maioria são curtos segmentos. Isto é (quase) tudo.


Leia mais...

Você não odeia quando dizem que o Linux é “difícil de usar”?

Publicado em 15/07/2009 às 20:24 – Comentar primeiro

Aqui está um jovem que eu conheci na Campus Party em Bogotá, Colômbia. Tenho bastante certeza de que ele não é o usuário mais jovem de Linux, mas ele tinha seu computador Classmate, sua cópia instalada do Ubuntu e estava extremamente feliz com ela.
Leia mais...

Posts anteriores

lançamento!

LM 119 | Backup e Restauração




Impressa esgotada
Comprar Digital  R$ 10,90 Digital

  1. Soluti Certificação Digital em busca de especialista Linux

    Publicado em 19/04/2017 às 17:18 | 617779 leituras

  1. Seminário sobre gestão de privilégios do Linux dá direito a certificado CPE

    Publicado em 23/05/2017 às 10:35 | 535036 leituras

  1. Baixe o curso de shell script do Julio Cezar Neves

    Publicado em 07/04/2008 às 19:41 | 515622 leituras

  1. 4Linux abre vagas para Líder Técnico em São Paulo e Brasília

    Publicado em 25/07/2017 às 14:12 | 381298 leituras

  1. Novo evento "Universidade Livre" será realizado em Belém/PA em 06/05/2017

    Publicado em 28/04/2017 às 11:19 | 324935 leituras

  1. Red Hat e IBM se juntam à OpenStack Foundation

    Publicado em 16/04/2012 às 15:07 | 14680 leituras

  1. Impacta realiza curso gratuito sobre Linux

    Publicado em 19/09/2012 às 15:42 | 17089 leituras

  1. Novo padrão de áudio para a Internet

    Publicado em 12/09/2012 às 15:20 | 14561 leituras

  1. Firefox 18 versão beta domina o IonMonkey para JavaScript

    Publicado em 28/11/2012 às 11:53 | 14954 leituras

  1. Quase metade das empresas terão operação em nuvem até o final do ano

    Publicado em 17/03/2015 às 16:30 | 13360 leituras

whitepapers

mais whitepapers