Blog do Maddog


Reflexões de um Cachorro Louco

Senhor Obama, por favor derrube esse muro!

Publicado em 05/02/2010 às 10:00 | 12138 leituras


Versão para impressão Enviar por email

    

Por Jon 'maddog' Hall

Pouco depois do meu post sobre os apuros dos clientes chineses do Google e como seus dados estão sujeitos às flutuações de uma empresa dos EUA em seu conflito com o governo chinês, eu li sobre as questões da SourceForge.net e as listas de exportações do Departamento de Estado dos EUA e como os dados armazenados numa empresa dos EUA, às vezes criados por cidadãos de fora dos EUA, agora estão sendo controlados por regras do Departamento de Estado dos EUA.

Em 1984, a Digital Equipment Corporation estava prestes a lançar uma cópia comercial do Unix chamada “Ultrix”. Conforme preparávamos o produto para o envio, a autoridade de exportação da Digital levantou a mão e perguntou se havia algum código de criptografia no produto. Sim, havia... Tanto no processo de autenticação e login de usuários quanto em duas pequenas rotinas de bibliotecas que permitiam criptografar e descriptografar arquivos.

Isso bastou para bloquear o envio do produto. Não importava o fato de haver milhares de cópias do AT&T Unix, Berkeley Unix, Sun OS e outros produtos Unix circulando por todo o mundo com o mesmo código dentro. E nós também não podíamos argumentar que não apenas os binários desses outros produtos estavam sendo exportados, assim como seu código-fonte. E também não valia o argumento de que o algoritmo de criptografia era fraco e podia ser violado mais rapidamente do que velhos códigos de enigma... Precisávamos interromper o envio.

Como disse um especialista legal engraçadinho: “Engenheiros, não procurem lógica aqui... Trata-se do Departamento de Estado”.

No final das contas, separamos as biblitoecas em um conjunto de software separado que só podia ser exportado para pessoas e países “fora da lista”, e precisávamos provar que o código de autenticação usado para o programa de login era relativamente fraco e “de mão única” (isto é, permitia criptografar os dados, mas não descriptografá-los, mesmo que você possuísse a mesma chave).

Enquanto investigávamos como fazer isso, fomos tomando conhecimento de outros códigos criptográficos de “envio proibido”. Nossos advogados nos explicaram que mesmo que o código tivesse sido escrito fora dos EUA e depois importado por nós e exportado sem alterações, ainda não poderíamos exportá-lo para diversos países... Nem pros países que os tivessem escrito.

Meu amigo advogado, então, citou o grande cartunista Walt Kelly, autor de “Pogo”: “Descobrimos o inimigo, e ele é nós”.

Em 1988, um amigo meu, cidadão canadense extremamente bom em criptografia digital, saiu dos EUA para voltar ao Canadá para iniciar com alguns amigos uma empresa de produtos criptográficos, que depois pudessem vender para os EUA e qualquer outro país da lista de “envio proibido” dos EUA.

Estávamos criando uma situação em que os melhores criptógrafos acabariam, depois de algum tempo, situando-se fora dos EUA.

Somente na era Clinton, em 1993, o controle sobre a criptografia esquentou novamente, e os EUA ensinaram os militares a usar e criar criptografia em campos de treinamento, mas permitiram que livros-texto e camisetas fossem rotulados como “munição” e perseguiram cidadãos leais.

Em 1994, recebi um pedido da minha empresa, Digital Equipment Corporation, para viajar a Hanói, Vietnã, e conversar com o governo daquele país sobre como usar nossos produtos. Apesar do fato de eu ter passado cinco anos da minha vida estudantil tentando ficar o mais longe possível de Hanói por vários motivos, disseram-me que o Presidente Clinton (um democrata) iria derrubar o embargo de 19 anos contra o Vietnã, sob recomendação de um ex-prisioneiro de guerra, o senador John McCain (Republicano) e que a nossa empresa queria fazer negócios com os vietnameses.

Como cidadão dos EUA, quando cheguei a Hanói, eu esperava ser tratado com desconfiança e certa raiva. Em vez disso, fui tratado com gentileza e respeito. Havia questões sobre por que um país com o nosso poder e capacidade interviria no que, para eles, era primeiramente uma guerra de independência e, depois, uma guerra civil, mas a principal pergunta na época era por que ainda tínhamos esse embargo contra eles, quando eles eram facilmente capazes de obter tudo de que precisavam em países que os EUA consideravam aliados. “O único país a sofrer com o seu embargo”, disseram meus anfitriões vietnameses, “são os Estados Unidos”.

Claro que essa afirmação foi um pouco equivocada, pois, como uma das bases de uma máquina capitalista e uma grande nação consumidora, é óbvio que a entrada de investimentos e o crescimento do poder aquisitivo desde a queda do embargo certamente havia ajudado a economia do Vietnã. Mas também é verdade que eles podiam obter o que quisessem, mesmo com o embargo em vigor.

Em maio de 1994, eu conheci Linus Torvalds e me envolvi com o Linux. Apesar de, nessa época, eu já ter me beneficiado do equivalente do Software Livre por vários anos, o envolvimento mais profundo com a comunidade me conferiu valores mais assertivos. Lembro-me de uma discussão sobre como alguns desenvolvedores não queriam que seus softwares fossem usados para fazer bombas atômicas, ou usados para fins militares. Apesar de algumas pessoas terem afastado-se do Software Livre por causa dessas questões, outras lembraram sabiamente que o software em si não devia ser limitado, pois não é possível afirmar qual aspecto de qual software é “somente bom” ou “somente mau”. Um martelo pode ser usado para construir uma casa ou para matar uma pessoa. Isso deveria impedir a produção de martelos?

A criptografia forte pode ser usada pelos inimigos para codificar segredos, ou pode ser usada para autenticação por nossos aliados... Os seus aliados de hoje podem ser seus inimigos de amanhã, e vice-versa.

Fatalmente, em 1999, Clinton relaxou as regras de exportação para produtos criptográficos. O senador John McCain novamente cruzou a ilha do congresso para ajudar.

Hoje, temos o Software Livre, que recebe contribuições de pessoas de todo o mundo. Porém, se você visitar os sites da Red Hat Software e da Novell (SuSE), encontrará as afirmações de para onde e para quem o software pode ser enviado, conforme delineado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, e agora essa lista migrou para o SourceForge.

Alguém ainda acredita que ”os maus” serão detidos por esses esforços? Alguém realmetne acha que bloquear IPs vai impedir que “os maus” obtenham acesso ao código de que precisam? Que essas mesmas pessoas “do mal” sejam inteligentes o suficiente para usar Software Livre mas estúpidas demais para alterar seus IPs ou configurar um proxy?

Ou a falta de acesso a esse código só machucará os inocentes e criará ainda mais raiva dos EUA?

A discussão está sendo feita de forma que a população desses países venha a abandonar seus governos por ser difícil para elas ter acesso ao Software Livre? Creio ser simplesmente uma questão de tempo até que alguma entidade recrie um “SourceForge” num país de mente mais aberta e outra entidade de Pensamento Livre seja levada para fora dos EUA.

Não estamos mais uma era de barcos a vela e canhões de metal. Da mesma forma como temos que usar novas técnicas para vencer a guerra contra o terrorismo por meio de mentes e corações de terroristas potenciais e das pessoas que os apóiam, precisamos equilibrar os atos de Liberdade de Software com o ato de construção de um inútil “Muro de Berlim” eletrônico.

Senhor Obama, por favor derrume esse muro... Talvez o senhor McCain seja um bom aliado para isso.

Comentários

Outros Posts

Ambientes de nuvem privada virtual

Publicado em 06/10/2017 às 13:23 – Comentar primeiro

O Subutai é uma solução de nuvem de código aberto, ponto a ponto (P2P), segura e estável, que cria ambientes de nuvem privada virtual (VPC) para usuários finais usando um modelo de nuvem de contêineres como serviço (CaaS). O usuário final pode instalar qualquer tipo de serviço, aplicativo ou software de infraestrutura que desejar nas máquinas em execução nessa nuvem.
Leia mais...

Software Livre e de Código Aberto: uma questão de economia, não de política

Publicado em 12/11/2016 às 12:36 – Comentar primeiro

Os argumentos apresentados neste artigo são todos aspectos econômicos, e não aspectos políticos. Decisões baseadas em política (e não em economia) devem ser lembradas pelos eleitores nas próximas eleições.
Leia mais...

Rapidinhas do maddog

Publicado em 24/03/2014 às 15:55 – Comentar primeiro

Se você é um estudante de ciência ou engenharia da computação e está procurando uma maneira de fazer dinheiro extra e obter uma grande experiência de trabalho, leia este post até o fim!
Leia mais...

Olá, presidenta Rousseff... eu avisei!

Publicado em 22/10/2013 às 12:18 – Comentar primeiro

Em sua mais recente postagem, maddog conta um pouco sobre o Projeto Cauã e como evitar que problemas como os ocorridos com a espionagem da NSA voltem a ocorrer.
Leia mais...

FISL e DrupalCamp Porto Alegre

Publicado em 10/06/2013 às 12:23 – Comentar primeiro

maddog dá a dica: inscreva-se para na caravana DrupalCamp e vá ao FISL em Porto Alegre com 50% de desconto.
Leia mais...

O ano do centenário de um grande homem: Alan Turing

Publicado em 16/10/2012 às 15:00 – Comentar primeiro

Grã-Bretanha busca corrigir um dos maiores equívocos de sua história, ao ter tratado o cientista como um inimigo de Estado após Segunda Guerra Mundial.


Leia mais...

Mea culpa

Publicado em 18/09/2012 às 15:07 – Comentar primeiro

Como a Apple poderia lidar com seus problemas de forma mais diplomática. 


Leia mais...

Jon 'maddog' Hall se declara homossexual

Publicado em 26/06/2012 às 17:31 – Comentar primeiro

Diretor da Linux Internacional revela as razões de ter "saído do armário" em um post comovente em seu blog pessoal.


Leia mais...

Recessão? Que recessão?

Publicado em 05/06/2012 às 13:34 – Comentar primeiro

Maddog conta a história de sucesso de um desenvolvedor brasileiro que entendeu como usar serviços de software livre.


Leia mais...

O conto das mensagens

Publicado em 04/05/2012 às 13:03 – Comentar primeiro

Maddog avalia os efeitos de mentes fechadas sobre até mesmo o mais simples do softwares.


Leia mais...

As necessidades de muitos

Publicado em 14/12/2011 às 9:30 – Comentar primeiro

Maddog fala sobre o tempo em que desenvolveu uma atualização para o sistema Ultrix, como aprendeu sobre escolhas e o benefício da opinião da maioria.


Leia mais...

Frustrações noturnas

Publicado em 27/10/2011 às 12:32 – Comentar primeiro

Maddog fala sobre algumas frustrações com a tecnologia e como isso pode afetar o seu uso pelos usuários finais


Leia mais...

Cerveja em troca de código

Publicado em 11/07/2011 às 11:55 – 1 comentário(s)

Maddog conta uma história sobre desenvolvedores e a recompensa pelos seus esforços no mundo do software livre.


Leia mais...

Gandhi teria sido um defensor do Software Livre?

Publicado em 05/05/2011 às 11:47 – Comentar primeiro

Maddog traça paralelos com os atos de desobediência civil incentivados por Gandhi com os benefícios do Software Livre.


Leia mais...

Offtopic: Mom&Pop(TM)

Publicado em 15/03/2011 às 10:38 – Comentar primeiro

Maddog conta um pouco sobre sua história familiar e fala sobre o falecimento de sua mãe, Marian Rhoda (Burns) Hall.


Leia mais...

Posts anteriores

lançamento!

LM 119 | Backup e Restauração




Impressa esgotada
Comprar Digital  R$ 10,90 Digital

  1. Soluti Certificação Digital em busca de especialista Linux

    Publicado em 19/04/2017 às 17:18 | 625405 leituras

  1. Seminário sobre gestão de privilégios do Linux dá direito a certificado CPE

    Publicado em 23/05/2017 às 10:35 | 542729 leituras

  1. Baixe o curso de shell script do Julio Cezar Neves

    Publicado em 07/04/2008 às 19:41 | 524171 leituras

  1. 4Linux abre vagas para Líder Técnico em São Paulo e Brasília

    Publicado em 25/07/2017 às 14:12 | 389422 leituras

  1. Novo evento "Universidade Livre" será realizado em Belém/PA em 06/05/2017

    Publicado em 28/04/2017 às 11:19 | 332587 leituras

  1. Jolla dá vida nova ao MeeGo

    Publicado em 10/07/2012 às 12:24 | 16164 leituras

  1. Sun vai cortar 3.000 funcionários

    Publicado em 21/10/2009 às 10:18 | 12745 leituras

  1. iPad pirata tem câmera e sistema Android

    Publicado em 16/12/2010 às 10:26 | 13992 leituras

  1. Software Livre é viável em missão crítica, diz estudo

    Publicado em 14/02/2008 às 19:28 | 21009 leituras

  1. Participação de Android na web móvel cresce 19%

    Publicado em 23/06/2010 às 9:01 | 13278 leituras

whitepapers

mais whitepapers